Poupar e planejar, veja aqui como comprar um imóvel

Imagem: Pixabay

Economizar uma boa quantia de dinheiro para comprar um apartamento não é uma tarefa fácil, mas também não envolve nada impossível. Para a maioria das compras, especialmente se você não tiver todo o dinheiro para pagar à vista, você terá que investir pelo menos alguma porcentagem para dar como valor de entrada, e essa não é a única coisa em que você deve economizar: há também custos de impostos sobre a propriedade, além de reparos, manutenção e decoração que vão se fazendo necessários pelo caminho. 

Portanto, é muito economizar ao máximo antes de comprar uma casa. Pode parecer muito tempo, mas não se preocupe – existem algumas maneiras práticas de acelerar esse processo com inteligência e organização focado em um bom planejamento financeiro. E embora seja difícil acumular milhares de reais para um pagamento inicial quando você já está sobrecarregado com despesas como aluguel, serviços públicos, financiamento de automóvel, gastos com transporte e educação dos filhos, saiba que mesmo assim isso é possível. 

Então, se você espera ser proprietário de um imóvel num futuro não muito distante, aqui estão algumas dicas sobre como economizar para começar a visitar e considerar comprar apartamentos à venda no Portão. Confira a seguir!

1. Determine o quanto você precisa dar de entrada

Em linhas gerais, as pessoas geralmente comentam que se precisa de pelo menos 20% de entrada para dar de entrada em um apartamento no Batel, não é mesmo? Não necessariamente! Muitos bancos oferecem empréstimos hipotecários convencionais com adiantamentos de até 3%. Existem também financiamentos apoiados pelo governo, como o Minha Casa Minha Vida, que permitem pagamentos iniciais a partir de 3,5%, e empréstimos que podem não exigir nenhum pagamento inicial. 

Dependendo do empréstimo, você pode ter de pagar pelo seguro financeiro, mas pode decidir que vale a pena pagar se isso o levar a uma casa mais cedo. Portanto, uma dica importante que podemos dar é: reúna-se com um gerente de empréstimos para determinar para que tipo de financiamento você poderia se qualificar, o quanto de uma casa você pode pagar e quanto de entrada você precisa dar. 

Isso informará quanto você precisa economizar e, quem sabe – pode ser muito menos do que você pensa! Considere cotar valores e taxas de juros com diversos profissionais/empresas de financiamento, para poder eleger qual será mais apta para sua necessidade.

2. Tenha suas dívidas sempre sob controle

Acenda sempre um sinal vermelho na hora de fazer qualquer gasto. Ter muitas dívidas torna mais difícil economizar para você realizar o sonho de ter uma casa, já que uma boa parte de sua renda vai para o pagamento do seu imóvel. 

E lembre-se com sabedoria: ter qualquer endividamento pode dificultar a sua qualificação para pedir um financiamento, especialmente se você teve seu nome atrelado a alguma questão oriunda de dívidas em atraso ou problemas com fornecedores, bancos, boletos sem pagar. Se você tem dívidas, faça o que puder para reduzi-las. 

Se você tiver empréstimos com altas taxas de juros, considere refinanciá-los para reduzir o montante de pagamentos e minimizar as parcelas. Se você tiver dívidas de cartão de crédito com juros altos, pague o máximo que puder e considere a possibilidade de transferir seu saldo para um cartão de juros mais baixos. Lembre-se: em se tratando de dinheiro, sempre vale à pena estudar tudo muito bem e buscar por soluções para você poder economizar.

3. Coloque suas economias para aposentadoria em espera temporária 

Advertência: isso pode não ser aconselhável se você estiver perto da aposentadoria. Mas se você é jovem e contribui ativamente com uma porcentagem de sua renda para um plano de aposentadoria, considere desviar temporariamente esse dinheiro para economias de pagamento inicial. 

Isso deve ser apenas uma ação de curto prazo focando unicamente na compra do seu imóvel, mas é um item que pode fazer uma grande diferença na rapidez com que você pode vir a economizar para a compra da sua casa, especialmente se você atualmente deposita uma boa parte de cada contracheque recebido em uma conta de aposentadoria à parte. 

Estude esta possibilidade e encare seu desejo de ter seu novo imóvel como um processo natural e necessário – se este for seu desejo e, assim que puder, retome suas economias para o período de aposentadoria! 

4. Use a tecnologia para facilitar sua compreensão de gastos 

Cortar e reservar dinheiro é obviamente importante se você quer economizar para comprar uma casa, mas tirar uma parte de cada contracheque pode parecer uma limitação e um passo que no futuro pode trazer impactos desagradáveis se você não estabelecer uma meta para isso. 

Se for o caso, experimente um aplicativo para economizar automaticamente uma quantia diária pequena o suficiente para que você não perceba ou prejudique seu orçamento. Há também soluções de aplicativos que arredonda suas compras e sugere colocar uma pequena diferença em uma conta de investimento. Seus trocos sobressalentes podem aumentar rapidamente com o tempo, e você também pode fazer depósitos únicos sempre que puder. 

Como já diz o ditado: “de grão em grão a galinha enche o papo”, portanto, cada real economizado pode fazer toda a diferença. E ter uma planilha de acompanhamento em tempo real te ajudará a cuidar do seu dinheiro com muito mais confiança e inteligência.

5. Peça dinheiro ao invés de presentes

Quando sua família perguntar o que você quer de aniversário, Natal ou qualquer outra ocasião especial, diga a eles que você adoraria abrir mão de itens tangíveis e, em vez disso, receber um presente que pode ser usado como entrada para uma casa. Embora nem todos possam obedecer ou ter interesse nisso, alguns de seus parentes podem gostar de saber que estão ajudando você a realizar seu sonho de ser proprietário de uma casa. E contribuir às vezes até um pouquinho mais com um valor em dinheiro do que comprando um pijama, uma blusinha ou um par de meias. Seja gentil e transparente ao informar esse desejo! 

6. Obtenha lucros adicionais 

Uma forma importante de melhorar sua receita é considerar aumentar sua receita. E aqui vale à pena considerar passar algumas horas por semana fazendo algum tipo de freelance. Quem sabe dirigindo para um serviço de transporte compartilhado, fazendo compras ou entregando refeições para um serviço de entrega online, passeando com cães, cuidando de animais de estimação … essa é a ideia. Graças à tecnologia, há um número cada vez maior de oportunidades de trabalho avulso como essas, que exigem muito poucas qualificações e tornam mais fácil ganhar dinheiro extra que você pode reservar para comprar sua casa própria!

Gostou destas dicas? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *