Consulta Restituição do Imposto de Renda 2021

Confira tudo sobre a consulta da restituição do Imposto de Renda 2021, se entregou a declaração do IR 2021, vamos mostrar logo abaixo quando você vai receber a restituição. Portanto, fique atento para não perder nada desse assunto.

A Receita Federal já fez a divulgação do calendário de restituição do Imposto de Renda 2021, a data em que cada lote vai ser pago aos contribuintes e quais declarações são consideradas para cada um deles, tudo já foi divulgado e você vai conferir logo abaixo.

A restituição do Imposto de Renda acontece quando a Receita Federal verifica que o contribuinte pagou valor maior do que deveria de impostos. Dessa forma, ele possui o direito de receber de volta uma parte do valor que tinha pago. Esse dinheiro é devolvido até o mês de dezembro do mesmo ano em que foi declarado o IR.

Normalmente, os contribuintes que pagam primeiro o Imposto de Renda, também recebe a restituição primeiro que os outros. A restituição obedece a uma fila de entrega, isso quer dizer que, o contribuinte que entrega antes, também recebe primeiro.

Consulta Restituição do Imposto de Renda 2021

Como consultar Restituição do Imposto de Renda

Os contribuintes que entregam a declaração do Imposto de Renda no começo do prazo tem chances maiores de receber a restituição primeiro. A restituição funciona da seguinte maneira: as pessoas com deficiência ou doenças graves, os idosos e professores tem preferência no pagamento, ou seja, elas recebem antes dos outros contribuintes, não importa o lugar da fila.

Geralmente, o primeiro lote da restituição é quase todo destinado a essas pessoas. Depois, quem recebe primeiro são os contribuintes que entregaram antes. E, é importante ressaltar que, se o contribuinte precisar corrigir algum dado e entregar uma declaração retificadora, passa a valer a data de envio da retificação.

A Receita Federal reduziu de sete para cinco o número de lotes de restituição do Imposto de Renda 2021, assim como já havia feito no ano anterior. Isso quer dizer que quem possui o direito de receber o imposto pago a mais de volta, vai conseguir o dinheiro um pouco mais cedo.

Se ainda não sabe o primeiro lote vai ser pago no dia 31 de maio, o segundo no dia 30 de junho, o terceiro no dia 30 de julho, o quarto no dia 31 de agosto e o último no dia 30 de setembro. Há alguns anos atrás, os pagamentos se estendiam até o mês de dezembro.

A consulta aos lotes fica aberta em uma semana antes da data do pagamento. E, para saber se o seu pagamento foi liberado é só entrar no site oficial da Receita Federal, acessar usando o número do CPF e a data de nascimento, para verificar se o seu pagamento está ou não no lote seguinte.

Quem tem direito à Restituição do Imposto de Renda

Os trabalhadores brasileiros que possui uma renda por ano de R$28.559,70 ou mais, estão obrigados a declarar o Imposto de Renda. Grande parte desses trabalhadores já tem esse valor de imposto retido na fonte todo mês e, dessa forma, estão mais propensos a ter restituição dos valores.

A restituição vai depender das deduções de cada contribuinte. O que acontece é que o contribuinte paga o IR ao longo do ano, geralmente retido na fonte, e, ao realizar sua declaração de ajuste, coloca os gastos dedutíveis que teve, como despesas com educação, saúde, pensão alimentícia, entre outros.

Sendo assim, a Receita Federal analisa, de acordo com os gastos e no imposto retido, se precisa de restituir algum dinheiro para o contribuinte. Dessa forma, é comum que quanto maior a lista de dedução do contribuinte, maior o valor a restituir.

É por isso que, normalmente quem tem o Imposto de Renda retido na fonte possui direito à restituição se tiver um valor alto a deduzir na declaração. Os isentos de Imposto de Renda, por receberem menos de R$28.559,70 ao ano, são também um caso que normalmente tem direito à restituição.

Pois, se tiverem recebido mais de R$1.903,66 em algum mês, o imposto vai ser retido na fonte, de forma automática, e então tem como pedir restituição através da declaração de ajuste. Mas, saiba que essas pessoas não são obrigadas a entregar a declaração.

Dicas sobre o IRPF 2021

Confira algumas dicas sobre o Imposto de Renda Pessoa Física 2021:

  • Instale o programa gerador do Imposto de Renda;
  • Caso tenha, importe os dados da declaração do ano passado;
  • Reúna os informes de rendimento do empregador;
  • Deixe de forma organizada os informes de rendimento dos bancos;
  • Deixe separado os informes de rendimento de corretores e gestoras;
  • Reúna os comprovantes de despesas odontológicas e médicas;
  • Se tiver, organize os comprovantes de despesas com educação;
  • Organize também os comprovantes de rendimento e pagamento de aluguéis;
  • E, o mais importante: Deixe bem guardado todos os comprovantes por cinco anos para evitar a malha fina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *