Como escrever uma carta de agradecimento profissional?

Quem deseja conquistar um espaço no mundo profissional, sem dúvidas, precisa oferecer algo “a mais”, e possuir um diferencial quando colocado ao lado dos demais candidatos.

Neste meio, surge a possibilidade de escrever uma carta. Mas, como escrever uma carta de agradecimento profissional? Quando utilizá-la? Descubra tudo a seguir, e também encontre dicas infalíveis para conquistar sua vaga dos sonhos com palavras!

Afinal, o que é uma carta de agradecimento profissional? Como o próprio nome sugere, trata-se de uma carta de agradecimento a uma empresa e/ou instituição pela atenção prestada durante a seleção para uma vaga.

Ela não costuma ser uma exigência dos processos seletivos, e muito pelo contrário: trata-se de um diferencial. Muito provavelmente, você será um dos únicos a enviá-la após uma entrevista de emprego.

Conteúdo da carta

É muito provável que você esteja se perguntando sobre o que escrever, não é? Neste tópico, lhe ajudaremos com o conteúdo da carta. Elaboramos um passo a passo simplificado sobre as informações e processo de escrita.

1) Fale quem você é, experiências e habilidades. Também, fale sobre formações (caso tenha).

2) Priorize as questões que foram abordadas na entrevista, e que mais lhe foram perguntadas. Por exemplo, se você foi questionado sobre conhecimento em outros idiomas, aqui é a hora de contar sua formação, viagens, intercâmbios, etc.

3) Demonstre interesse e motivação.

4) Fale sobre as suas expectativas, motivos pelos quais deseja trabalhar naquele local, e muito mais.

5) Coloque-se a disposição para preencher a vaga de trabalho, e deixe ao final os seus dados de contato.

6) Agradeça, por fim.

Seja diferente na Carta de Agradecimento Profissional

Embora o envio desta carta, por si só, já seja um diferencial, é preciso mostrar conteúdo e que você é a pessoa ideal para preencher tal cargo. Pensando nisso, elaboramos algumas dicas para você arrasar!

“Venda seu peixe”

Primeiro você deve ter em mente que este não é um espaço para se gabar ou contar vantagens. Muito pelo contrário! É preciso falar sobre a sua formação, habilidades e qualidades de forma modesta e humilde.

Portanto, durante a escrita, você pode demonstrar o seu desejo e necessidade de estudar ainda mais, e se colocar a disposição para novos desafios.

Em hipótese alguma escreva que é o melhor na área, que não encontrarão ninguém como você, etc. Se o fizer, você será desclassificado automaticamente!

Faça acreditarem que você é indispensável para a empresa

Quando for falar sobre a sua experiência e seus trabalhos anteriores, busque mesclá-los com a história e com o perfil da empresa. Assim, você estará demonstrando utilidade, e parecerá ser a pessoa perfeita para a vaga.

Seja você mesmo

Durante a entrevista, o avaliador conseguiu delimitar exatamente o seu perfil. Sendo assim, de nada adianta você mentir ou inventar qualidades na carta, pois isso não irá colar.

O mais importante é ser você mesmo, descrever seus medos, desejos, expectativas, o que sabe e não sabe.

Linguagem impecável

Antes de enviar a carta, leia e releia inúmeras vezes, para ter a certeza que não há nenhum erro gramatical ou de concordância.

Pronto! Agora é só aguardar ser chamado para iniciar no trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *