Auxílio Brasil – Inscrição – Quem Tem Direito

Veja a seguir como fazer inscrição no Auxílio Brasil, saiba quem tem direito, confira qual o valor desse benefício, como funciona, etc. Neste artigo você vai ficar por dentro de tudo sobre o Auxílio Brasil.

O Auxílio Brasil surgiu para substituir o Bolsa Família e está aguardando a aprovação pelo governo de Jair Bolsonaro. Esse novo auxílio vai ajudar famílias que vivem em situação de extrema pobreza.

Como funciona o Auxílio Brasil? O Auxílio Brasil é o novo programa social do governo federal, que surgiu para substituir o Bolsa Família e que provavelmente irá entrar em vigor no mês de novembro. Os interessados nesse novo programa devem ficar atentos em relação ao cadastro.

As famílias que já participavam do Bolsa Família terão direito ao Auxílio Brasil. Já as pessoas que ainda não tem o Bolsa Família e que querem receber esse novo auxílio precisam se cadastrar no CadÚnico para concorrer ao benefício.

O Auxílio Brasil é o novo programa do governo que tem o intuito de ajudar as famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. É estimado que esse programa lançado pelo governo federal atinja 17 milhões de famílias em novembro.

Qual o valor do Auxílio Brasil? O valor do Auxílio Brasil ainda não foi oficialmente divulgado, mas provavelmente será de R$300,00. O valor já era para ter sido estabelecido, porém houve uma discordância entre o Bolsonaro e a equipe econômica em relação ao valor que será pago aos beneficiários.

Em relação a definição dos valores, a equipe econômica defende o valor de R$300,00 para esse benefício, o mesmo valor do auxílio emergencial, para caber no teto de gastos do governo federal. Porém, o atual presidente Jair Bolsonaro quer que seja pago um valor maior, de R$400,00, provavelmente visando o apoio da população no próximo ano de eleições.

Portanto, saiba que o valor do novo programa ainda não foi definido, mas provavelmente será de R$300,00 ou R$400,00. A previsão é de que o Auxílio Brasil para pessoas de baixa renda comece a entrar em vigor no mês de novembro, quando acabam os pagamentos do Auxílio Emergencial.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil? Quem tem direito ao Auxílio Brasil são as famílias em situação de extrema pobreza. As famílias em situação de pobreza também poderão receber, porém é preciso que tenham entre seus membros, pessoas menores de 21 anos ou gestantes.

Atualmente as famílias que se encaixam na situação de extrema pobreza são aquelas com renda de até R$89 por pessoa. Na situação de pobreza, se encaixam as famílias com renda mensal que varia de R$89,01 a R$178 por pessoa. Esse novo auxílio vai ajudar muito as famílias que vivem em baixas condições.

Atualmente o Bolsa Família atende 14,6 milhões de famílias, e a estimativa do governo é aumentar para 17 milhões a quantidade de famílias beneficiadas com esse novo programa.

No Brasil existem muitas pessoas que realmente vivem em situação de extrema pobreza, e esse novo auxílio surgiu para ajudar essas pessoas a ter uma vida mais digna. O valor será maior do que o oferecido no Bolsa Família, o que contribui muito, melhorando um pouco a vida dessas famílias.

Como fazer inscrição no Auxílio Brasil? O governo federal ainda não informou detalhes sobre a inscrição nesse novo programa, mas ele será gerido pelos estados e municípios. É esperado que sejam usados os próprios cadastros do Bolsa Família e do Cadastro Único.

As famílias que já participam do Bolsa Família também terão direito ao Auxílio Brasil. E as famílias que tem interesse nesse novo auxílio e não fazem parte do Bolsa Família, provavelmente terão que se cadastrar no CadÚnico para fazer parte do programa.

As inscrições para fazer parte do Cadastro Único devem ser feitas por meio das prefeituras de forma presencial, normalmente no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), posto de atendimento do Cadastro Único ou do Bolsa Família.

Para a inscrição é preciso que uma pessoa da família se responsabilize pelas informações prestadas como Responsável pela Unidade Familiar, e é necessário que o responsável tenha no mínimo 16 anos de idade, apresente CPF ou Título de Eleitor e que seja de preferência mulher.

Além disso, é necessário que o responsável apresente os seguintes documentos de todos os membros da família: CPF; RG; Certidão de nascimento; Certidão de casamento; Título de eleitor; Carteira de Trabalho; Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani).

Ao se cadastrar no CadÚnico é importante que a família fique atenta com algumas questões. Ao fazer o cadastro, a família precisa se comprometer em atualizar os dados no CadÚnico pelo menos a cada dois anos. Além disso, é necessário procurar um CRAS ou posto do CadÚnico para qualquer mudança dos dados cadastrais.

O Governo municipal ou federal pode convocar famílias com cadastros desatualizados para atualizar eles. E caso a família deixe os dados sem atualização com mais de quatro anos, ela pode ter seu cadastro excluído.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *